Spa urbano usa salas de sal para tratar saúde

Matéria original em: DCI - Diário Comércio Indústria & Serviços

MILTON PAES •19.01.16 5:00 AM

O custo do investimento em uma clínica de haloterapia varia de R$ 130 mil a R$ 150 mil, para a instalação, e recuperação do capital ocorre em 8 meses; manutenção posterior é mínima

Campinas - A vida agitada do dia a dia tem levado muitas pessoas ao estresse e consequentemente a diversas doenças, inclusive depressão. Em Campinas há um spa urbano que reúne salas de sal e outras terapias relaxantes. O Spazziom detém tecnologia terapêutica através da haloterapia (salas de sal).

O investimento para implantação do spa foi de R$ 2 milhões. Por causa do cenário totalmente natural, as pessoas podem passar o tempo relaxando num microclima salino. Ao mesmo tempo acontece a regeneração do corpo, estímulos no ar dão paz e felicidade, força e energia para vencer os desafios.

A diretora de novos negócios e projetos do Spazziom, Isabel Romanello, explica que no spa são oferecidas várias terapias. Como estratégia de negócio estão a venda de equipamentos, montagem e instalação de salas de sal para clínicas, academias, hotéis, pousadas, spas, condomínios, centros esportivos, entre outros. "Se você pensar numa sala de haloterapia somente como negócio, o custo de investimento varia entre R$ 130 mil e R$ 150 mil, com equipamento nosso, com montagem de sal e com uma sala que varia de 12 m² a 25 m². Se passar de 30 m² vai sair um pouco mais, pois há necessidade de dois halogeradores. A manutenção posterior dessa terapia é mínima. O custo é muito baixo e a recuperação do capital investido com 30% do funcionamento da sala deve vir em 8 meses", explica.

Segundo Isabel Romanello, o tratamento haloterápico é totalmente natural, livre de drogas, promovendo profundo bem-estar e relaxamento. "A nossa terapia é feita dentro de uma caverna de sal, que tem um equipamento que microparticulariza sal e joga esse sal no ambiente de uma forma ionizada negativamente, ou seja, com mais elétrons do que prótons em cada átomo, pois quando a máquina explode o sal no ambiente e ele é aspirado, chega às vias respiratórias inferiores sendo mucolítico, então os benefícios para os problemas respiratórios dessa terapia são fantásticos", diz.

Isabel Romanello diz ainda que o resultado da melhora de problemas respiratórios com a terapia do sal e amplamente comprovada e que num tratamento um pouco mais demorado também há comprovação de melhora no tratamento de pele, além de proporcionar relaxamento por conta desses íons negativos.

O Spazziom foi um dos primeiros a importar a técnica para o Brasil e resolveu investir no desenvolvimento dos equipamentos e instalações da haloterapia. No ambiente, livre de agentes alérgenos e poluentes, você respira um sal fininho e purificado. O sal ionizado é fluidificante, anti-inflamatório e desinfetante. Rico em micronutrientes, como os íons negativos, considerados as vitaminas do ar, liberam endorfinas dando a sensação de prazer e bem-estar.

A atmosfera salina combate doenças como bronquite, rinites, asma, pneumonia e gripes. Ajuda quem sofre de alergias na pele e aumenta a imunidade, trazendo descanso mental e físico. Os 45 minutos de sessão equivalem a quatro ou cinco horas de sono tranquilo.

O halogerador, equipamento que mantém o fluxo e concentração de aerossol de sal, juntamente com o climatizador e umidificador são os equipamentos para a terapia. Além disso, as paredes da sala são revestidas com cerca de quatro toneladas de sal com o uso de uma tecnologia exclusiva. Durante a sessão, passa-se alguns minutos relaxando. Um sistema de iluminação alterna as cores, vídeos e música tranquila compõem o microclima.

Veja artigos relacionados à Haloterapia